Pré-venda do livro GUERRA CIBERNÉTICA – A próxima ameaça à segurança e o que fazer a respeito

Brasport e a Clavis trazem para o Brasil a tradução do livro “CYBER WAR – THE NEXT THREAT TO NATIONAL SECURITY AND WHAT TO DO ABOUT IT“, uma das poucas obras já escritas com foco em guerra cibernética, sendo, certamente, o principal texto internacional introdutório sobre o assunto disponível.

No livro, Richard Clarke apresenta um panorama surpreendente — e, ao mesmo tempo, convincente — no qual o uso de armas cibernéticas é uma questão concreta a ser considerada nas ações de Defesa Nacional. Como se sabe, computadores — e dispositivos computacionais — controlam boa parte das atuais infraestruturas civis e militares, incluindo sistemas críticos para o bem estar da sociedade e sistemas que suportam a adequada condução de ações militares. Ao usar armas computacionais que causam impacto em tais sistemas, o “inimigo da nação” pode comprometer o bom andamento de ações militares — ofensivas ou defensivas — e pode, ainda, imprimir ações que causem grande impacto na população civil e no funcionamento da sociedade.

Clarke mostra que ações desse tipo, envolvendo o uso de computadores e o ataque a sistemas computacionais, já vêm sendo empregadas em iniciativas caracterizadas como “ações de Estado”, tanto em tempos de paz, quanto no campo de batalha. Dessa forma, é fundamental, ao mesmo tempo, entender as implicações diplomáticas desse novo tipo de arma, e estabelecer limites quanto a sua utilização – para defesa, e para ataque

A tradução deste clássico internacional no Brasil contou com apoio formal de renomadas instituições de pesquisa e apoio à inovação no Brasil, com destaque para FINEP, CNPq e FAPERJ. Na edição brasileira, o livro conta com um artigo especial que aborda o tema “Segurança Ofensiva: um aliado no caminho para a defesa cibernética”. O artigo, escrito pelos tradutores da versão nacional, tem por objetivo apresentar ao grande público essa ferramenta fundamental no estabelecimento de diagnósticos precisos de Segurança da Informação e de Sistemas Computacionais.

Richard A. Clarke, profissional que foi o chefe da segurança antiterrorista de quatro presidentes dos EUA (Reagan, George H. W. Bush, Clinton e George W. Bush) e um dos principais responsáveis pela criação d “C C b ” G A 2009, pelo presidente norte-americano Barack Obama para defender os EUA contra ataques através da Internet.

Robert K. Knake, trabalha com assuntos internacionais no Conselho de Relações Exteriores. Possui mestrado em segurança internacional pela Harvard Kennedy School e escreve sobre questões de segurança.

Confira a pré-venda do livro aqui! 🙂

                                                    guerra-cibernetica