Contrato do TJSP com a Microsoft é suspenso pelo CNJ com base na proteção de dados e segurança nacional

O contrato do Tribunal de Justiça Paulista (TJSP) com a Microsoft para o fornecimento de infraestrutura e sistemas de tecnologia foi suspenso pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) com base na segurança e interesses nacionais.

O CNJ criticou a contratação direta no valor aproximado de um bilhão e meio de reais da empresa estrangeira para os serviços de armazenamento em nuvem, uma vez que estes serão utilizados para armazenar, de acordo com a mesma, “uma infinidade de informações sobre a vida, a economia e a sociedade brasileira”.

Segundo o Conselheiro Relator, a possibilidade de acesso de empresa estrangeira aos dados “pode vir a colocar em risco a segurança e os interesses nacionais do Brasil, num momento em que há graves disputas internacionais justamente acerca dessa matéria”.

Clique aqui e confira a decisão.