Mercado de trabalho apresenta carência de profissionais de segurança da informação

Texto adaptado de “Gap de profissionais de segurança chega a 2 milhões no mundo“.

O vice-presidente da NEC Brasil, Rogérios Reis, declarou que há falta de mão de obra capacitada na área de segurança da informação para realizar as devidas implementações nas empresas, a lacuna no mercado de trabalho pode chegar até 2 milhões de profissionais em todo o mundo.

Apesar dos altos investimentos realizados nos últimos anos, os problemas presentes nas empresas ainda não foram resolvidos. Isso se deve ao fato de que o poder monetário das atividades criminosas continua muito superior em relação àqueles que tentam resolver os problemas. Segundo Reis, a resposta do mercado de trabalho foi mais lenta que a onda de ataques cibernéticos, diversos mecanismos voltados para a proteção contra fraudes e ataques direcionados foram bem desenvolvidos sem que houvessem profissionais preparados o suficiente para operá-los.

Por fim, Reis afirma que o próprio tema de segurança da informação precisa ser mais discutido, uma vez que as soluções para os problemas existem e o mercado encontra-se aquecido. Os investimentos já realizados precisam ser ainda maiores para o treinamento e formação de novos profissionais.

Confira a entrevista de Rogério Reis aqui.