Atividade maliciosa direcionada à pesquisa e desenvolvimento de vacinas para o COVID-19

Texto traduzido e adaptado de “Malicious Activity Targeting COVID-19 Research, Vaccine Development

Em resposta a atividades maliciosas direcionadas à pesquisa e desenvolvimento de vacinas COVID-19 nos Estados Unidos, Reino Unido (Reino Unido) e Canadá, a Agência de Segurança Cibernética e Infraestrutura (CISA), Centro Nacional de Segurança Cibernética (NCSC) do Reino Unido, NCSC, Centro de Segurança de Comunicações do Canadá (CSE) e a Agência de Segurança Nacional (NSA) lançaram um conselho conjunto de segurança cibernética para expor a ameaça. 

Foi identificado que um grupo de cibercriminosos, APT29, está usando malware personalizado conhecido como ‘WellMess’ e ‘WellMail’ para atingir várias organizações globalmente. Isso inclui as organizações envolvidas no desenvolvimento da vacina COVID-19. Esse grupo está usando uma variedade de ferramentas e técnicas para atingir organizações envolvidas na pesquisa e no desenvolvimento de vacinas da COVID-19. As ferramentas incluem malware SOREFANG , WELLMESS e WELLMAIL .

[Clique aqui e conheça o BART. Um Sistema altamente avançado, que visa identificar vulnerabilidades em todo tipo de plataforma, rede, sistema ou aplicação.]

O Conselho desenvolveu um comunicado completo a respeito das ações do grupo malicioso, clique aqui para visualizar.

“O Reino Unido continuará a combater aqueles que conduzem esses ataques cibernéticos e trabalhará com nossos aliados para responsabilizar os autores.”, disse Dominic Raab, Ministro das Relações Exteriores do Reino Unido, declarando sua indignação quanto as atividades maliciosas.

Para acessar mais conteúdos como este e ficar por dentro das notícias em segurança da informação, acesse nosso portal e, acompanhe nossas postagens nas redes sociais (instagramfacebooktwitteryoutube).