Brasil e Rússia se aliam contra crackers

Em visita à Rússia há duas semanas, o presidente Lula assinou um Acordo de Não Agressão por Armas de Informação, que prevê também troca de conhecimentos relativos a capacitação pessoal e simulações de guerra cibernética. A iniciativa do acordo foi russa, uma vez que o conselho de defesa nacional do país identificou o Brasil como um dos 16 países capazes de iniciar ataques de informação.

Segundo o diretor do Departamento de Segurança da Informação e Comunicações, Raphael Mandarino, o Brasil faz parte da pequena parcela de países que está se preparando para combater ataques de informação e tem um sistema de proteção ao que chamamos de infraestruturas críticas. Os Russos querem apreender conosco e nós com eles.

Fonte: Convergência Digital – Segurança – Brasil e Rússia se aliam por Segurança Cibernética

Foto: montagem com bandeira do Brasil e bandeira da Rússia, domínio público.