Especialistas do FBI palestraram no ICCyber 2010 sobre como quadrilhas usam spam para realizar crimes mais graves

Em palestra no ICCyber 2010, evento de segurança de informação que ocorreu este mês em Brasília, os especialistas de segurança do FBI Gerald Reichard e James Harris contaram sobre como desmantelaram a quadrilha liderada pelo americano Alan Ralsky, conhecido como “Rei do Spam”.

A quadrilha usava spam para lavar dinheiro: comprando ações de empresas parceiras e enviando e-mails para milhões de pessoas dizendo que ações estavam subindo, que as compravam por um valor muito mais alto que o verdadeiro, e finalmente Alan e seus comparsas repartiam o lucro entre eles e as empresas. As investigações do FBI mostraram que a quadrilha de Ralsky, desmontada em 2005, tinha mais de 3000 servidores para enviar os e-mails, e tinha planos de enviar 1,2 bilhão de mensagens por semana.

Os investigadores disseram ainda que a investigação começou por uma dica da Microsoft, que detectou uma quantidade anormal de envio de mensagens no serviço Hotmail. “A parte mais complicada da investigação foi conseguir todos os mandados de busca e apreensão e cumpri-los ao mesmo tempo, para que os criminosos não tivessem tempo de apagar evidências”, explicou Richards.

Fonte: ICCyber 2010: Spam é ferramenta para crimes mais graves, diz FBI – iG Tecnologia / Notícia – IG

Foto: Spam por dok1 sob a licença CC-BY 2.0.