Spammers estão trocando emails por mídias sociais para enviar spam – o resultado pode ser ainda pior

Nos últimos três meses, foi registrada uma diminuição na quantidade de spam enviado. Analisada isoladamente, é uma notícia boa. Entretanto, o cenário geral pode ser pior: especialistas de segurança acreditam que os spammers estão deixando um pouco de lado os emails e focando mais em mídias sociais.

Eles estão adotando uma estratégia mais agressiva de divulgação dos seus produtos: ao invés de utilizar as botnets para enviar spam, estão configurando os computadores zumbis para enviarem emails com phishing e/ou malware. Assim que um usuário incauto entrega seu usuário e senha para os usuários maliciosos, eles utilizam a conta da pessoa para mandar propaganda para os amigos, uma forma muito mais pessoal – e muito mais efetiva – de se fazer spam.

Veja mais detalhes sobre o assunto em Spam moving to social networks and mobile.