Aplicativos de terceiros são o ponto fraco da segurança no Windows

A Microsoft tem a reputação de ter um sistema operacional inseguro, com diversas falhas de segurança. No entanto, segundo uma pesquisa da Secunia, considerando os programas mais utilizados pelos usuários, os programas de terceiros tem mais falhas de segurança que os da Microsoft. De 3 milhões de computadores examinados, dos 50 programas mais comumente instalados, 26 eram da Microsoft enquanto os outros 24 eram de 14 empresas diferentes. Em 2010, houveram 4 vezes mais vulnerabilidades nesses 24 programas do que nos 26 da Microsoft.

Segundo o relatório, ocorre um delay grande entre a disponibilização das atualizações e a instalação delas pelos usuários, pois muitos usuários ignoram os pedidos de atualizações dos softwares de . O problema é a falta de uma ferramenta automática que atualize todos os programas de forma conjunta, de forma semelhante ao que acontece nas distribuições Linux. Uma possibilidade interessante de resolver esse problema seria estender o Microsoft Update para terceiros, possibilitando que outras empresas – a Adobe, para citar um exemplo – pudessem atualizar seus softwares diretamente.

Veja mais detalhes sobre o estudo em Secunia: Third-Party Apps Remains Security Weak Point CIO.com.