Certificações recomendadas pelo DSIC na área de Forense Computacional

Seguindo a linha de posts sobre as certificações recomendadas pelo DSIC, este é destinado a área de Forense Computacional.

Veja também nosso último post, onde falava-se sobre as certificações relacionadas a área de Segurança de Redes e Segurança no Desenvolvimento de Software e o artigo completo com todas as áreas através do link: www.seginfo.com.br/principais-certificacoes-na-area-de-seguranca-da-informacao. Boa leitura!

Recomendação do DSIC no que tange a área Forense Computacional

Foco Certificação Entidade
Forense Computacional CHFI – Computer Hacking Forensic Investigator EC-Council
GCFA – GIAC Certified Forensic Analyst SANS
GCFE – GIAC Certified Forensic Examiner SANS
GREM – GIAC Reverse Engineering Malware SANS

Aqui abordaremos as certificações sugeridas para a área de “Forense Computacional”.


CHFI (Computer Hacking Forensic Investigator)

chfi-logo-black

Computer Hacking Forensic Investigator (CHFI) da EC-Council é uma certificação que prepara o profissional para detectar ataques e extrair adequadamente as evidências para a comprovação do crime cibernético, assim como a condução de auditorias que visam prevenir futuros incidentes. Computer forensics é simplesmente a aplicação de investigações cibernéticas e técnicas de análises com o fim de determinar a evidência legal. A evidência pode ser classificada dentro de uma ampla gama de crimes digitais, incluindo, dentre outros, o roubo de segredos comerciais, espionagem corporativa, destruição ou uso indevido de propriedade intelectual, sabotagem, fraude e mau uso de programas e sistemas. O treinamento oficial da EC-Council aborda 65 diferentes módulos. Veja a ementa completa no site do treinamento ministrado pela Academia Clavis.

GCFA (GIAC Certified Forensic Analyst)
A GIAC Certified Forensic Analyst (GCFA) da SANS é uma certificação ideal para profissionais que trabalham na segurança da informação, com forense computacional e também no campo de resposta a incidentes. Certifica que os candidatos têm habilidades, conhecimento e capacidade para realizar investigações de incidentes computacionais, incluindo invasões, violação de dados, ameaças persistentes avançadas, detecção de técnicas anti-forense utilizadas, e casos de forense digital complexos.

GCFE (GIAC Certified Forensic Examiner)
Esta certificação da SANS é ideal para profissionais que atuam ou se interessam na área de segurança da informação, sobre o direito e a obrigatoriedade legal das indústrias com a necessidade em entender a análise forense computacional. A certificação concentra-se na coleta e análise de dados de sistemas operacionais Windows.

GREM (GIAC Reverse Engineering Malware)
Esta certificação da SANS é destinada aos profissionais que protegem uma organização contra códigos maliciosos. Os profissionais que possuem tal certificação estão aptos a efetuar engenharia reversa em malwares que possuem como alvos plataformas como Windows e navegadores web.

Este post faz parte do artigo Principais Certificações na área de Segurança da Informação – Segurança de Redes, Forense Computacional, Segurança no Desenvolvimento de Software, Gestão e Auditoria, leia-o na íntegra através do link: www.seginfo.com.br/principais-certificacoes-na-area-de-seguranca-da-informacao/

Até o próximo post! 😎