Certificações recomendadas pelo DSIC na área de Segurança no Desenvolvimento de Software

Seguindo a linha de posts sobre as certificações recomendadas pelo DSIC, este é destinado a área de Segurança no Desenvolvimento de Software.

Veja também nosso último post, onde falava-se sobre as certificações relacionadas com a área de Forense Computacional e o artigo completo com todas as áreas através do link: www.seginfo.com.br/principais-certificacoes-na-area-de-seguranca-da-informacao. Boa leitura!

Recomendação do DSIC no que tange a área de  Segurança no Desenvolvimento de Software

Foco Certificação Entidade
Segurança no Desenvolvimento de Software CSSLP – Certified Secure Software Lifecycle Professional ISC²

Na área de “Segurança no Desenvolvimento de Software” foi selecionada apenas uma certificação, sendo ela uma das primeiras certificações no mundo a abordar o desenvolvimento seguro.

CSSLP (Certified Secure Software Lifecycle Professional)

csslp-logo

Emitida pela ISC², a CSSLP foi uma das primeiras certificações no mundo a abordar o desenvolvimento seguro. Possui como requisito 4 anos de experiência, no mínimo, em desenvolvimento seguro. Certifica proficiência em: desenvolvimento de um programa de segurança de aplicações na organização; redução de custos de produção, vulnerabilidades em aplicações e atrasos de entrega; melhoria da credibilidade da organização e da sua equipe de desenvolvimento; redução de perda financeira devido a violação de softwares inseguros. A Academia Clavis em breve abrirá uma turma para o treinamento oficial CSSLP.

Seminario-CSSLP-ICS2-Clavis

A Academia Clavis Segurança da Informação, em parceria com a (ISC)² – International Information Systems Security Certification  Consortium, anunciou o treinamento oficial preparatório para a certificação Certified Secure  Software Lifecycle Professional (CSSLP).

O CBK® do CSSLP® contém a maior e mais abrangente coleção de práticas recomendadas, políticas e procedimentos para garantir uma iniciativa de segurança em todas as fases do desenvolvimento do aplicativo, independentemente da metodologia. Aborda os seguintes macrotemas:

  • Conceitos de software seguro;
  • Requisitos de software seguro;
  • Design de software seguro;
  • Implementação/codificação de software seguro;
  • Testes de software seguro;
  • Aceitação do software;
  • Implantação do software, manutenção de operações e descarte.

Saiba mais informações sobre o treinamento e efetue seu cadastro através do Blog Clavis.