Akamai divulga relatório sobre o estado da segurança na Internet

binary-1187194_1280

Brasil é segunda maior fonte e alvo de ataques de DDoS

A Akamai Technologies – provedora global de serviços de rede – divulgou a última edição do seu relatório “State of Internet”, com dados referentes ao quarto trimestre de 2015. Os números apontam um aumento na quantidade de ataques de DDoS (Distributed Denial of Service) e colocam o Brasil ao mesmo tempo como segunda maior origem e segundo maior alvo desse tipo de ataque, atrás dos EUA.

Ataques de DDoS reincidentes foram a norma do período. Os autores observaram uma média de 24 ataques por alvo. Em três casos registrados, empresas foram alvo de mais de 100 ataques cada, e uma delas sofreu 188 ataques, uma média de dois por dia durante o trimestre.

Em comparação com o mesmo período de 2014, houve um crescimento de 148,8% nesse tipo de ataque, mas observou-se uma redução na duração dos ataques, de uma média de 29 horas para uma média de quase 15 horas em relação a 2014. O relatório atribui essa redução ao aumento no uso de redes Stresser/Booter – ou redes criminosas que prestam “serviços” de ataques de DDoS. “Essas redes de aluguel normalmente têm limitadores de tempo de uso, o que contribuiu para a queda na média de duração dos ataques”.

Entre os maiores alvos estão a indústria varejista (59%), seguida pelas indústrias hoteleira e de viagens e a de mídia e entretenimento (10% cada).

Os EUA continuam sendo a maior fonte e o maior alvo dos ataques (56% e 77% respectivamente). O Brasil aparece como segunda maior fonte (6%) e segundo maior alvo (7%). Os pesquisadores relacionam esses dados com a instalação de novos data centers de uma grande empresa de IaaS (Infrastructure-as-a-Service) no país. Desde a instalação dessas estruturas, a Akamai registrou um grande aumento no tráfego malicioso saindo no Brasil especificamente destes data centers.

Acesse o relatório completo aqui