Verizon quer US$ 1 bi de desconto na compra do Yahoo após escândalos envolvendo e-mails

money-1428594_640

Alguns meses após concordar em pagar pouco mais de US$ 4 bilhões pela aquisição do Yahoo, a empresa de telecomunicações Verizon está revendo o negócio e pretende pedir US$ 1 bilhão de desconto pela compra.

O pedido segue dois grandes escândalos envolvendo o Yahoo.

Um deles ganhou as manchetes no fim de setembro, quando surgiram rumores de que dados das contas de e-mail de 500 milhões de usuários da empresa teriam sido vazados. O leak gigantesco foi confirmado oficialmente pelo Yahoo, mas os números podem ter sido subestimados, com fontes afirmando que o vazamento afetou, na verdade, um número entre 1 bilhão e 3 bilhões de usuários.

O outro escândalo veio à tona no começo de outubro. Segundo a agência de notícias Reuters, o Yahoo teria desenvolvido um software capaz de varrer os e-mails de todos os seus usuários atrás de informações específicas a pedido de agências de inteligência dos EUA, nominalmente a NSA e a CIA. A ferramenta teria sido usada em 2015 em centenas de milhões de e-mails.

Diante desse cenário, o CEO da AOL responsável pela Verizon, Tim Armstrong, se disse “bastante perturbado” pela situação e afirmou estar considerando cancelar o negócio ou reduzir substancialmente o seu valor, segundo informações do jornal Washington Post.

Nenhuma das empresas comentou o pedido oficialmente.