Número de ameaças detectadas para a plataforma Android tem aumento de 158% no terceiro trimestre de 2016, aponta relatório

telephone-586266_640

Um relatório produzido pela empresa de cibersegurança Quick Heal trouxe dados que mostram um aumento significativo nas ameaças direcionadas à plataforma Android no terceiro trimestre de 2016; o estudo inclui números que apontam aumento no ransomware direcionado para a plataforma, além do crescimento no número de trojans bancários.

Segundo a empresa, o número de malwares detectados entre o 3º trimestres de 2015 e o 3º trimestre de 2016 ultrapassou a marca dos 3 milhões. No comparativo entre os dois períodos o aumento de ameaças direcionadas à plataforma Android foi de 158%. Trojans bancários para dispositivos móveis tiveram um aumento de 76% também no comparativo entre os dois períodos. Já o ransomware teve um aumento de 33% entre o 2º e o 3º trimestre de 2016.

O estudo dedica atenção especial ao caso dos trojans bancários, prevendo um aumento desse tipo de malware graças à contínua adoção da plataforma mobile por bancos e clientes, uma vez que elas facilitam o acesso aos serviços bancários: “cibercriminosos estão se aproveitando dessa tendência e das empresas e clientes que não dão a devida importância à segurança”.

Em entrevista ao site HelpNet Security, o diretor e CTO da Quick Heal, Sanjay Katkar, afirmou que os dados não trazem grandes surpresas: “como previsto, criminosos continuam se aproveitando de usuários e empresas que dependem do Android no seu dia-a-dia e estão capitalizando nos lapsos de segurança”.

Saiba mais sobre o relatório neste link.