Como proteger a sua organização após a vulnerabilidade do SolarWinds

A inserção de um malware no SolarWinds, popular rede de gestão de softwares do Orion, fez com que o governo federal dos Estados Unidos e grandes corporações americanas tomassem medidas rápidas para investigar e mitigar o que pode ser considerada a maior e mais perniciosa violação de dados na história do país.

Invasores foram capazes de usar uma vulnerabilidade no programa de monitoramento de redes para lançarem cyber-ataques contra agências governamentais dos Estados Unidos e outras organizações. Os agressores tiraram vantagem de uma brecha na forma em que atualizações eram enviadas ao monitoramento da plataforma SolarWinds da Orion.

Devido ao vazamento, os hackers foram capazes de monitorarem os tráfegos internos da caixa de email do departamento de Tesouro e Comércio Americano, de acordo com a Reuters. A agência de segurança FireEye, vítima recente de um vazamento de dados, disse que as vítimas também incluem agências do governo, de consultoria, tecnologia, e de telecomunicações, assim como outras entidades na América do Norte, Europa, Ásia, e nos Emirados Árabes. Porém, o número de organizações afetadas pode ser ainda maior, uma vez que a plataforma SolarWinds da Orion é um produto popular entre agências do governo e companhias listadas no Fortune 500.

Solarwinds relata que as brechas afetam a Plataforma Orion em sua versões 2019.4 HF 5, 2020.2 sem um código de correção instalado, e a versão 2020.2 HF 1. Em casos de brechas e vazamentos, a vulnerabilidade pode permitir que um agressor comprometa o servidor no qual o produto Orion é executado.

Recomendações do SolarWinds:

Em resposta, O SolarWinds lançou uma nota de esclarecimento na Quarta-Feira com conselhos e recomendações:

  1. Clientes que atualmente utilizam a plataforma Orion na sua versão 2020.2 HF 1 são requisitados a atualizarem para a versão 2020.2.1 HF 2 o quanto antes para garantir a segurança de seu ambiente.
  2. Clientes que atualmente utilizam a plataforma Orion em sua versão 2019.4 HF 5 são requisitados a atualizarem para a versão 2019.4 HF 6.
  3. Futuramente, estará disponível o hotfix 2020.2.1 HF 2 na Central do Cliente no SolarWinds. SolarWinds aconselha seus clientes a atualizarem para a versão 2020.2.1 HF 2 o mais rápido possível pelo fato de que esta versão substitui o componente problemático e oferece segurança adicional.
  4. Antes de você instalar o hotfix, é provável que você tenha de sincronizar a sua licença. Após a sincronização, você poderá executar o instalador para aplicar a atualização.
  5. Siga estes passos se você não sabe ao certo qual versão do Orion possui. Siga estes passos para verificar quais hotfixes você aplicou. Consulte este fórum do SolarWinds para mais detalhes sobre vulnerabilidade.
  6. Organizações incapazes de atualizarem imediatamente a sua plataforma Orion devem ler a página do SolarWinds sobre Configurações de Segurança para a plataforma Orion.

Recomendações do Cycode

Para organizações que buscam se auto proteger de vazamentos similares, a firma de segurança Cycode publicou em seu blog dicas para prevenção após o incidente SolarWinds. Dentre outras recomendações, a Cycode adverte para que você fortaleça sua infraestrutura de acesso a controles através dos seguintes passos.

  1. Faça o inventário da infraestrutura de seus ativos.
  2. Limite o acesso público a seus serviços.
  3. Audite seus sistemas para remover credenciais padrão (por exemplo, senhas “default”).
  4. Utilize autenticação multi-fator para todos os usuários.
  5. Aplique o princípio do privilégio mínimo (“least privilege”) em todos os seus processos.