[Artigo] As 5 principais tendências de SIEM de 2021 e como resolvê-las.

Os sistemas de gerenciamento de informações e eventos de segurança (SIEM) são plataformas de registro centralizadas que permitem às equipes de segurança analisar dados de eventos em tempo real para detecção precoce de ataques cibernéticos direcionados e violações de dados. Um SIEM é usado como uma ferramenta para coletar, armazenar, investigar e relatar dados de log para detecção de ameaças, resposta a incidentes, perícia e conformidade regulatória.

A Clavis Segurança da Informação possui a sua própria solução SIEM, chamada de Octopus SIEM. O Octopus SIEM é tão poderoso que permite dar um tratamento unificado ao processo de gerenciamento de eventos e informações de segurança, atendendo a avançados requisitos de compliance ao mesmo tempo que extrai informação relevante por meio da correlação de eventos. Saiba mais!

O SIEM tem evoluído continuamente desde seus primeiros dias de funcionamento. O software SIEM hoje precisa dar suporte a um volume e variedade enorme de dados ( big data) e fornecer avaliações de risco confiáveis e recursos forenses para reunir eventos após a ocorrência de um incidente.
Os analistas de segurança há muito precisam se adaptar às mudanças de ameaças, ambientes e perímetros, numa realidade onde a superfície de ataque continua se expandindo a passos largos. Desta forma, a capacidade de se integrar a novas tecnologias e aumentar a flexibilidade para detectar mudanças rápidas nas ameaças deu origem a novas expectativas e demandas de softwares SIEM modernos.

Além do SIEM, a Elastic Security é usada pra os principais serviços de segurança da informação, como segurança de endpoint, busca e identificação de ameaças e monitoramento de dados na nuvem. Aqui estão as 5 principais tendências deste ano que as equipes de segurança da informação esperam de seu SIEM e como a Elastic Security para suporte a SIEM pode atender a cada uma:

1. Recursos de monitoramento e gerenciamento de nuvem mais fortes

Todos os principais serviços em nuvem agora fornecem análise aprofundada completa sobre a infraestrutura e dados de aplicativos. Afinal, quanto mais informações as equipes possuírem, melhor será sua condição para prover a segurança da informação, particularmente da infraestrutura e aplicações que utilizam dados na nuvem. A integração destes dados detalhados em nuvem é uma das principais métricas a ser fortalecida com um processo de gerenciamento de log centralizado.

2. Proteção de Dados

A maioria das equipes de segurança da informação usará o SIEM como sua ferramenta de detecção e análise de linha de frente. Em conjuntos tão grandes de dados em mãos, a segurança desses – o processo de proteger informações relevantes contra perdas de integridade, confidencialidade e/ou disponibilidade, dentre outros requisitos – desempenham um papel importante e relevante para a organização.

À medida em que a quantidade de dados criados e armazenados em nuvem continua a crescer a taxas sem precedentes, a importância da segurança da informação aumenta cada vez mais. Ao atentar para isso, as empresas estarão evitando com que os dados sejam usados indevidamente por terceiros para fins de fraude, como golpes de phishing e roubo de identidade.

3. Integração com ecossistemas de segurança da informação

A análise de segurança da informação há muito tempo precisa se adaptar rapidamente às ameaças em constante mudança. Os processos de detecção, investigação e resposta a ameaças estão mais envolvidos e integrados do que nunca. Os SIEMs que possuem automação de fluxo de trabalho básico conseguiram manter a eficiência até agora, mas conforme as empresas experimentam crescimento, recursos adicionais são necessários.

A atual análise de segurança da informação é muito mais do que apenas SIEM. A análise eficaz inclui uma integração estreita com um ecossistema de segurança dentro da organização. Os analistas precisam ser capazes de criar análises personalizadas, integrar-se com plataformas de inteligência de ameaças, correlacionar entre diferentes tipos e conjuntos de dados e orquestrar com plataformas de terceiros usando APIs.

4. Análise avançada

A crescente complexidade dos ataques está levando à necessidade de análises da agregação de log de soluções SIEM tradicionais. Os recursos analíticos avançados aumentam os recursos de busca às ameaças nas operações de segurança da informação e reduzem o tempo médio para detectar ataques sofisticados.

5. Modelos de entrega flexíveis

Soluções de segurança orientadas por analistas precisam adotar modelos de entrega diferentes e flexíveis, incluindo implantações locais, baseadas em nuvem e híbridas. Tal implantação flexível e com a capacidade de gerenciamento de log fornecem adaptabilidades às necessidades atuais da infraestrutura em nuvem.

Conclusão

Essas 5 principais tendências fornecem uma forte visão de como o SIEM está evoluindo além de ser apenas uma ferramenta de monitoramento de log. Sempre haverá mudanças contínuas no cenário de ameaças à segurança e na maneira como os sistemas corporativos lidam com os desafios.

Informações obtidas/adaptadas de https://www.elastic.co/pt/blog/top-5-siem-trends-of-2021-and-how-elastic-security-solves-them