A pedido do governo dos Estados Unidos, Amazon suspende acesso ao conteúdo do WikiLeaks

A Amazon suspendeu o acesso às páginas do WikiLeaks ontem (01/12), após pedido do governo estadunidense, segundo afirmou o senador americano Joe Lieberman e o próprio WikiLeaks. “A decisão da companhia de cortar o WikiLeaks é a decisão correta e deveria estabelecer o padrão para as demais”, afirmou Lieberman, chefe da Comissão de Segurança Interna do Senado dos Estados Unidos. A equipe do WikiLeaks tinha contratado o serviço de hospedagem da Amazon, o S3, para fugir de ataques distribuídos de negação de serviço (DDoS). A equipe do WikiLeaks confirmou no twitter: “Os servidores do WikiLeaks na Amazon foram derrubados. Liberdade de expressão na terra dos livres. Tudo bem, nosso $ agora é gasto para empregar pessoas na Europa”. Veja mais detalhes em Folha.com – Mundo – A pedido dos EUA, Amazon suspende acesso ao site do WikiLeaks – 01/12/2010 e http://twitter.com/wikileaks/status/10058229002272768.