Funcionários muitas vezes sacrificam a segurança dos dados por conveniência, diz estudo

Cerca de metade dos trabalhadores de escritórios nos Estados Unidos mantém suas senhas anotadas em algum lugar, pra evitar que um possível esquecimento afete o fluxo de trabalho – é o que diz uma pesquisa recente realizada com mais de 1500 profissionais pela Harris Interactive para a Quest Software.

Além disso, mais da metade dos trabalhadores admite compartilhar dados de login com colegas, enquanto 23% ainda possuem detalhes de login de empregos anteriores.

A pesquisa também constatou que 28% dos trabalhadores precisa se lembrar de mais de cinco senhas no trabalho – e que 26% têm que mudar a senha uma ou mais vezes ao mês.

Dentre os profissionais de TI o problema aumenta: em média, cada um deve se lembrar de nove senhas separadas. 36% disseram que o número de identidades que eles precisam administrar faz com que o trabalho fique mais difícil – e 51% concordam que a gestão de acesso dos funcionários aos sistemas é ineficiente.

Funcionários de suporte reportam que mais de um quarto dos chamados dos funcionários são relacionados ao acesso aos sistemas, desperdiçando uma quantidade significativa de tempo e recursos.

“Se um funcionário precisa anotar sua senha, ou um administrador de TI leva alguns dias para restringir o acesso depois que um funcionário saiu da organização, o risco de segurança que isso abre – seja em um hospital, um órgão do governo ou um banco – é enorme.”, explica Joe Baguley, CTO para a Europa e Oriente Médio da Quest Software.

Mais da metade dos profissionais entrevistados estão cada vez mais preocupados com as ameaças internas à segurança da rede em suas companhias. 90% concordam que as empresas precisam fazer mais para controlar e proteger as identidade virtuais dos usuários – e 80% reconhecem que um login e senha único poderia facilitar bastante o trabalho.

“Nesse dias de rigidez, o gerenciamento de acesso e das identidades pode ser simplificado e seus benefícios só tendem a aumentar a produtividade dos funcionários, além de diminuir a dor de cabeça.”, conclui Baguley.

A ficha técnica completa da pesquisa está disponível para download, em inglês.

Via: Office workers often sacrifice data security for convenience, survey says