Homem é condenado a 16 anos de prisão por roubo de identidade

O Departamento de Justiça do EUA afirmou que o “ladrão de identidades” usou um site de busca de pessoas para confirmar a autenticidade dos números da Segurança Social (Social Security, similar ao RG brasileiro) roubados. Ele foi condenado a 16 anos e sete meses de prisão.

Todd Yurgin (41) foi condenado na última semana por seu papel em um massivo esquema de roubo de identidade, o esquema resultou em uma perda de quase um milhão de dólares para as empresas de cartão de crédito. Seu parceiro, Joseph Aughenbaugh, foi condenado a 12 anos de prisão.

Yurgin foi considerado culpado de seis acusações, incluindo fraude, roubo de identidade e lavagem de dinheiro, em agosto passado.

A dupla roubou a identidade de 93 pessoas – sendo pelo menos 44 crianças. Depois de confirmar os números da Segurança Social das vítimas, os dois homens faziam cartões de crédito com as identidades válidas das vítimas e nomes fictícios, Yurgin usou as identidades para abrir pelo menos 343 cartões de crédito e 54 contas bancárias de mais de 40 instituições financeiras, e formou duas empresas de fachada que operavam fora de sua residência para fazer compras fraudulentas de serviços. Os dois homens não pagavam as empresas de cartão de crédito, fazendo com que várias instituições financeiras registrassem perdas significativas. Segundo a agência de segurança. Eles preferiam as identidades de crianças porque elas “não tinham o costume de verificar seu crédito”, disse o agente.

Via: ID thief sentenced to more than 16 years in prison