Computadores pessoais são utilizados em ataques DDoS contra internet bankings brasileiros – Interesse de instituições bancárias por soluções tem aumentado

globe-cyberwarUm grande número de computadores pessoais estão sendo utilizados em ataques  de negação de serviço contra os sistemas de internet banking brasileiros. O alerta  foi emitido pelo Eduardo D´Antona, Country Partner da Bitdefender Brasil e  especialista em sistemas Antivírus e ameaças eletrônicas.

O ataque consiste em derrubar os sistemas bancários através das máquinas  zumbis, enviando diversas requisições ao mesmo tempo, esgotando assim a  capacidade de resposta do servidor web que hospeda o internet banking.

“Por mais bem protegidos que sejam os sistemas de internet dos grandes bancos, fica extremamente difícil para eles se protegerem  contra o DDoS, justamente devido à facilidade com que os criminosos ou hacktivistas arregimentam zumbis para articular os seus  ataques”, comenta o executivo. Além da paralisação dos serviços, o ataque não pode causar outros danos às instituições, afirma D’Antona.

Em janeiro deste ano, publicamos um post onde mostrava-se que os ataques DDoS tornaram-se maiores e mais diversificados. Veja mais detalhes no post: http://www.seginfo.com.br/ataques-ddos-em-larga-escala-se-tornam-maiores-e-mais-diversificados/

Com esse aumento no número de ataques, o interesse das instituições bancárias também vem crescendo. A FEBRABAN (Fundação Brasileira de Bancos) elegeu no CIAB, maior evento da América Latina para o setor financeiro, como melhor solução inovadora a solução da Clavis: Testes Distribuídos de Negação de Serviço e Indisponibilidade – DDOS. Veja mais detalhes sobre o prêmio e sobre a solução no post do Blog Clavis.

Fonte: ComputerWorld