Empresas deixam a desejar em segurança da informação

carreiraPesquisa realizada pela CompTIA, revela que 82% das empresas entrevistadas  avaliam  seu atual nível de segurança como completamente satisfatório ou quase  satisfatório. Porém 13% delas realizaram mudanças drásticas em sua abordagem de  segurança  nos últimos 2 anos, período crítico onde tivemos como cenário a transição  de  corporações para nuvem.

A pesquisa faz um alerta que novas ameaças estão se tornando mais comuns,  incluindo ameaças avançadas e persistentes, ataques de negação de serviço (DDoS),  IPv6 e malware móvel. “Muitas organizações podem estar assumindo que possuem  um nível satisfatório de segurança sem verdadeiramente realizar a devida diligência  para compreender a sua exposição e construir uma postura de segurança apropriada  para uma nova era de TI”, avalia Robinson, diretor de análise de tecnologia da CompTIA.

O erro humano é responsável pela maioria das causas raiz das violações de segurança. Dentre as empresas entrevistadas, 51% afirmam que o erro humano tornou-se mais do que um fator ao longo dos últimos dois anos, mas semente 21% consideram uma preocupação séria. Outro problema é que as corporações tem dificuldade em encontrar profissionais de segurança com um conjunto de habilidades corretas. Como consequência certificações de segurança podem ser solicitadas aos profissionais de TI para comprovação destas habilidades.

A maior parte das empresas dizem que trabalhadores com certificações de segurança são mais valiosos, e 86% dizem que o retorno proporcionado sobre o investimento desses trabalhadores é de moderado a alto. Cursos como Curso Oficial CompTIA Security+, CEHv8 – Certified Ethical Hacker – Curso Oficial EC-CouncilCISM – Certified Information Security Manager e CHFI – Computer Hacking Forensic Investigator, preparam os alunos para certificações internacionais e são oferecidos pela Clavis Segurança da Informação (veja a lista completa de cursos aqui).

Fonte: ComputerWorld