Ministério da Defesa cria o Comando de Defesa Cibernética

O Diário Oficial publicou a portaria Nº 2.777/MD, de 27 de Outubro de 2014, do Ministério da Defesa, criando assim o Comando de Defesa Cibernética (ComDCiber) Brasileiro, uma iniciativa do governo para reforçar a estratégia de defesa cibernética nacional. Segundo a portaria, o Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA) fica responsável por supervisionar a implantação do Comando de Defesa Cibernética (ComDCiber) e da Escola Nacional de Defesa Cibernética (ENaDCiber), subordinados ao Comando do Exército.

O ComDCiber e a ENaDCiber contarão com militares das três Forças Armadas, sendo que caberá ao Exército Brasileiro criar o chamado Núcleo do Comando de Defesa Cibernética (NuComDCiber) e o Núcleo da Escola Nacional de Defesa Cibernética (NuENaDCiber), subordinados ao Centro de Defesa Cibernética (CDCiber), que serão os embriões do ComDCiber e do ENaDCiber. Aconteceu algo semelhante quando foi criado o CDCiber em 2011: primeiro criou-se um “núcleo”, ou seja, um grupo de trabalho, que posteriormente deu origem ao Centro como um todo.

Aos recém criados ComDCiber e ENaDCiber caberão organizar e executar os projetos governamentais de defesa cibernética, incluindo as medidas para efetiva implantação de uma defesa cibernética, a implantação de um Sistema de Homologação e Certificação de Produtos de Defesa Cibernética, o apoio à pesquisa e ao desenvolvimento de produtos de defesa cibernética, e a criação de um negócio batizado de “Observatório de Defesa Cibernética”.

Confira a fonte da notícia neste link.