Sete em cada dez ataques virtuais DDoS no Brasil duram até três horas

attackOs ataques distribuídos de negação de serviço são uma das ameaças cibernéticas mais recorrentes, que tomam de assalto sites e portais, levando ao congestionamento do tráfego até derrubar seus servidores por minutos, horas e, em casos mais graves, dias.

Segundo levantamento a grande maioria dos ataques DDoS no Brasil tem curta duração – até 3 horas – mas um quinto das ocorrências extremas registradas chegaram a mais de cinco dias. Segundo a pesquisa, os ataques DDoS neste período foram de características bem distintas. Enquanto 71% das ocorrências duraram menos de três horas, 20,4% se prolongaram para mais de cinco dias. O caso mais longo registrado, por exemplo, durou 64 dias. Além disso, o maior ataque atingiu 760 Gbps.

Os índices apontam dois contextos: os ataques mais curtos normalmente são feitos por agressores inexperientes e acontecem para sondar as defesas do alvo ou até desenvolver táticas de ataque e fuga. Os mais longos envolvem criminosos cibernéticos habilidosos, que geralmente utilizam um mix diferente de vetores.

Uma tendência observada é o aluguel de botnets, rede de computadores infectados por um mesmo robô, para realizar os ataques. Praticamente 40% das ocorrências foram provenientes destas máquinas. A pesquisa também identificou o custo de assinatura deste serviço, com média de US$ 55 e atingindo mais de 200 gigabits por segundo.

Acesse a notícia completa no link.