63% das pequenas e médias empresas não estão preparadas para ataques cibernéticos

cyber-attack_face

Apenas 37% das pequenas e médias empresas (SMBs) estão alinhadas com medidas essenciais de Segurança da Informação. Em quase ⅓ das empresas verificadas em uma pesquisa sobre Segurança em TI, não é dada a devida atenção em pontos críticos de vulnerabilidade.

Uma nova pesquisa a nível global contou com 700 companhias britânicas, americanas e australianas, que possuíam uma média de 1000 empregados mostrou que aproximadamente 60% dos participantes acreditavam que seus negócios eram mais suscetíveis à cyber ataques do que empresas de grande porte.

Quase metade dos participantes (48%) sentiram que seus negócios eram vulneráveis à problemas internos de Segurança. Em contrapartida, 55% admitiram não ter tempo para manter-se atualizado com as novas ameaças digitais do mercado.

No Reino Unido, 63% dos empresários estão mais confiantes com suas estimativas para medidas de prevenção de ataques virtuais. Já na Austrália, esse número fica em 55%. Também no Reino Unido, os SMBs já esperam um possível prejuízo superior a £215,910 decorrentes de cyber ataques.

Em geral, 81% dos empresários que participaram da pesquisa, querem incrementar medidas de Segurança em TI nos seus orçamentos em 2016, e estão abertos à novas estratégias para evitar prejuízos causados por falhas em Segurança da Informação.

“SMBs desempenham um papel importante para ajudar a conduzir as economias de todos os países pesquisados, mas as experiências passadas, ensinaram-lhes que eles enfrentam uma batalha difícil quando se trata de cyber segurança“, disse George Anderson, Diretor de Marketing de Produtos da Webroot.

Fonte (em inglês): link