Em 12 meses, roubo de dados no Brasil cresceu 2100%. País é um dos mais vulneráveis segundo o Ponemom Institute

password-397652_640

O Brasil está no topo da lista de países mais vulneráveis no quesito segurança da informação, aponta o relatório “Cost of Data Breach Study 2016”, produzido pelo Ponemon Institute a pedido da IBM. O instituto ouviu 33 empresas brasileiras de 12 diferentes setores no período de 10 meses e registrou um aumento significativo no custo causado pela violação de dados no país.

O custo per capita de violação de dados no Brasil passou de R$ 175 para R$ 225 no período de um ano. O prejuízo total das empresas passou de R$ 3,96 mi para R$ 4,31 mi e o número de dados roubados neste ano cresceu de 3900 para 85400. Também houve crescimento nos custos pós-violação, como despesas legais com serviços de proteção (de R$ 1,23 mi para R$ 1,32 mi).

Ataques maliciosos foram a principal causa das violações de dados, na avaliação da IBM – representando 40% dos incidentes. Outras causas de incidentes são a negligência de funcionários ou das próprias organizações quanto à segurança de seus dados – 30% das violações –  e falha humana – 30% das violações.

Para André Pinheiro, líder de serviços de segurança da IBM Brasil, a pesquisa ”atesta que estar um passo à frente dos criminosos digitais deixou de ser algo desejável para se tornar obrigatório para a sobrevivência das organizações”.

O relatório completo pode ser baixado neste link.