Reino Unido sofreu “uma fraude financeira a cada 15 segundos” no primeiro semestre de 2016

fraude

Mais de 1 milhão de incidentes de fraude financeira foram registrados no Reino Unido nos primeiros seis meses de 2016 (ou uma ocorrência a cada 15 segundos) de acordo com números divulgados pelo Financial Fraud Action UK (FFA) – órgão fundado por bancos e empresas de pagamento para aumentar a conscientização na prevenção de fraudes.

O montante representa aumento de 53% no total de incidentes registrados no mesmo período de 2015, quando a FFA computou pouco mais de 660 mil fraudes envolvendo cartões de débito, crédito, cheques e transações por telefone e online.

Esforços para proteger os clientes do sistema financeiro conseguiram salvar  £7 em cada £10 mas, segundo a diretora da FFA – Katy Worobec – “conforme os sistemas de segurança dos bancos ficam mais avançados, os fraudadores mudam o foco de atenção e passam a enganar as pessoas para que elas entreguem seus dados pessoais”, o que aumenta o número de fraudes via e-mail, SMS e telefone.

Como resultado, em 2015 as perdas causadas por fraudes totalizaram £775 mi.

“Cibercriminosos sofisticaram  seus ataques, fazendo-se passar por bancos ou fornecedores e levando os consumidores a revelar seus dados pessoais. Esses golpes também se provaram efetivos nas empresas, onde vemos executivos sendo alvo de fraudes que os levam a entregar informações sensíveis que dão acesso às redes corporativas”, disse o diretor de cibersegurança da Fujitsu, Rob Norris, em entrevista ao site Help Net Security.