Kali Linux lança versão 2018.2 e Metasploit é atualizado

Os desenvolvedores do projeto Kali Linux anunciaram no último dia 30 de abril, a sua mais recente distribuição do sistema operacional – versão 2018.2, trazendo atualizações e novos recursos. O Kali Linux é uma distribuição Linux out-of-box, baseada em Debian, que possui um conjunto de ferramentas ideais para efetuar auditorias de segurança,  computação forense, testes de níveis de segurança, testes de invasão em redes wireless, entre outros. 

Essa nova versão inclui atualização do Kernel para a versão 4.15 e correções para x86 e x64 em relação as vulnerabilidades Spectre e Meltdown. Em adição,  inclui um suporte muito melhor para as GPUs da AMD e suporte para a AMD Secure Encrypted Virtualization, que permite criptografar a memória da máquina virtual de forma que nem o hypervisor possa acessá-la.

Nessa versão teremos um acesso muito mais fácil aos scripts do Metasploit. Se você passa muito tempo escrevendo exploits, com certeza você já deve estar familiarizado com vários scripts do Metasploit, por exemplo, pattern_createpattern_offsetnasm_shell, dentre outros.  Além disso,  houve mudança na chamada desses scripts, de modo que não precisamos mais incluir o caminho completo de onde está armazenado o script, podendo simplesmente chamá-lo através do prefixo msf-. Abaixo, seguem os exemplos:

  • msf-egghunter
  • msf-java_deserializer
  • msf-nasm_shell
  • msf-exe2vba
  • msf-jsobfu
  • msf-pattern_create
  • msf-exe2vbs
  • e dentre outros…

Em adição, os novos pacotes atualizados incluem: Bloodhound, Reaver, PixieWPS, Burp Suite, Hashcat e muito mais. Se você já tem o Kali instalado, você pode facilmente conseguir a última versão dessas ferramentas através do seguinte comando no terminal:

apt update && apt full-upgrade

Se você quiser conferir este último e melhor lançamento de Kali, você pode encontrar links de download para ISOs e Torrents na página de downloads do Kali.

Para mais detalhes sobre a nova atualização, clique aqui.