EUA está aparentemente enfrentando um grande ataque de DDoS

Parece que os EUA estão sendo alvos de um ataque DDoS em larga escala. Esses ataques de negação de serviço de forma distribuída tem como objetivo sobrecarregar um serviço online com trafego de várias fontes, tornando-o assim indisponível.

O Digital Map Attack mostrou um número substancialmente grande destinado para o país. Em média, tempos de inatividade pode custar a uma empresa até US$ 67 milhões em dois anos. No caso de pequenas e médias empresas, que possuem dificuldades com a segurança cibernética, os custos de tempo de inatividade podem subir até US$ 50.000 por hora. Em 2018 o maior ataque registrado foi de uma velocidade de 68Gbps. Em fevereiro desse ano, a AWS disse que registrou um ataque de 2.3Tbps, com tentativa de derrubar os serviços offline de nuvem, não obtendo êxito.

Embora a fonte dos ataques ainda seja desconhecida, alguns políticos americanos comentaram o ataque DDoS. Isso incluiu o representante Ted Lieu, que apontou que o presidente Donald Trump havia efetivamente desmantelado grande parte da infraestrutura de segurança cibernética do país nos últimos anos. Acontece que essa rodada específica de ataques DDoS ocorre em um momento particularmente tumultuado nos EUA. O país como um todo ainda é dominado por uma pandemia global, enquanto os protestos pelos Direitos Civis em todo o país entraram na terceira semana, pedindo o fim da brutalidade policial e uma reforma drástica dos departamentos policiais.

Os ataques DDoS não são exatamente raros, no entanto, é incomum ter uma escala tão grande. Em março de 2019, ocorreu um ataque semelhante, que acabou impedindo o acesso de alguns usuários ao Facebook por um período de tempo.