Adobe introduz recurso no Flash Player para prevenir rastreamento do usuário, aumentando a privacidade

A Adobe introduziu na última versão do Flash Player um recurso para prevenir o rastreamento do usuário, aumentando a sua privacidade. O novo recurso, trabalhado em conjunto com 2 fabricantes de browser (Mozilla e Google), permite gerenciar os Local Shared Objects (LSO) através do próprio navegador. Os LSOs são objetos gerenciados pelo Flash, e podem ser usados por diversos propósitos; no caso mais relevante para segurança da informação, eles são usados como cookies.

A colaboração entre a Adobe e a Mozilla e o Google resultou na criação de uma API para limpar dados locais, que poderá ser utilizada por qualquer plugin que a implemente. Sendo assim, na nova versão do Flash, ao limpar os cookies no Firefox e no Chrome, os LSOs do Flash também serão excluídos, o que evita que sites façam rastreamento de visitantes indefinidamente.

Veja mais detalhes em Adobe changes Flash Player feature to prevent user tracking.