Hackers atacam site de notícias PBS, em defesa do Wikileaks

Public Broadcasting ServiceRapper Tupac está vivo, na Nova Zelândia!” Esta foi a notícia falsa, no site de notícias PBS (Public Broadcasting Service), forjada por hackers que tiveram acesso aos servidores web da empresa. A notícia foi uma tática dos hackers para chamar atenção (já que teorias conspiratórias sobre a morte do rapper são populares nos EUA), e mostrarem seu feito contra o PBS. O grupo denominado LulzSec afirma ser o responsável, e diz que a motivação do ataque seria um protesto em defesa do Wikileaks, que havia sido criticado e difamado no programa de radiodifusão “PBS Frontline”, nas semanas anteriores.

Os hackers também publicaram informações de login (nome de usuário e hash de senha) de usuários e administradores, retiradas dos banco de dados do PBS. Havia também logins de afiliados locais do PBS, incluindo senhas em texto puro! LulzSec afirma ter usado um código malicioso que explora uma vulnerabilidade em servidores Linux usando kernels desatualizados.

O PBS já publicou uma notificação sobre o incidente, informando que os sites foram restaurados e, segundo eles, os dados dos usuários não teriam sido comprometidos.

Via: PBS Web Sites and Databases Hacked