Invasores descobrem um jeito de desativar sistema de airbag dos carros

criptografiaHoje em dia fala-se muito sobre ataques cibernéticos a carros. Muitas empresas de automóveis estão oferecendo veículos que funcionam com o sistema drive-by-wire, o que significa que a maioria das funções do carro são controlados eletronicamente a partir de um painel de instrumentos de direção, freios e acelerador.

Sem dúvida, esses sistemas de controle automático tornam a experiência de condução melhor, mas, ao mesmo tempo, eles também aumentam o risco de ser invadido.

Anteriormente pesquisadores demonstraram como invasores podem sequestrar remotamente o seu carro para controlar a sua direção, freios e transmissão.

De acordo com uma equipe de pesquisadores de segurança, os invasores agora podem desativar airbags – bem como outras funções – explorando uma vulnerabilidade zero-day no software de terceiros que é comumente usado por mecânicos de carro.

Como a invasão funciona?

Muitos mecânicos fazem uso de software para rodar diagnósticos do veículo. Invadir o sistema do carro usando a vulnerabilidade requer uma das duas opções abaixo:

  • Um mecanismo de PC comprometido
  • Um USB malicioso conectado ao veículo

O ataque substitui a DLL FTDI usada para se comunicar com o cabo de diagnóstico com uma versão maliciosa, que é o meio mais fácil de controlar carros conectados.

Uma vez infectado, o invasor pode assumir o controle do sistema de diagnóstico do carro, permitindo que os itens sejam ligados ou desligados mesmo sem o conhecimento do motorista.

Os investigadores encontraram dificuldades na engenharia reversa do software e os protocolos usados para realizar o ataque, mas eles disseram que a invasão é completamente viável para um atacante razoavelmente qualificado.

O que é ainda pior?

Além disso, a invasão poderia ser mais perigosa se os atacantes pudessem de alguma forma atualizar o firmware embutido na unidade de controle de um carro através da porta OBD2, o que lhes permitiria injetar um backdoor para ser executado, mais tarde, enquanto o carro está em movimento.

Captura de Tela 2015-10-28 às 12.14.30

Acesse o conteúdo original (em inglês) no link.