Casal é gravado em momento íntimo pela câmera da sua Smart TV

smarttv_face

Sites de “revenge porn” são páginas ou fóruns em que usuários postam fotos e vídeos íntimos de seus ou suas parceiros(as) por pura vingança ou exibicionismo. Eles representam o que há de mais baixo na internet: quem posta o material se aproveita da confiança da vítima que, por sua vez, pensava estar compartilhando sua privacidade com alguém em quem podia confiar.

Mas existe uma modalidade mais recente de “revenge porn” que dispensa totalmente essa relação de confiança e o compartilhamento voluntário de imagens e vídeos: hackers agora estão capturando imagens através de câmeras de notebooks e Smart TVs para transformá-las em pornografia.

Laura Higgins, britânica fundadora do canal de denúncia Revenge Porn Helpline contou ao jornal Daily Mail que spywares são o meio usado para controlar as câmeras pessoais. Os programas são instalados por ex-parceiros ou até técnicos. Em 2014, por exemplo, um homem foi preso por capturar milhares de imagens de duas mulheres após instalar um software malicioso em seus computadores ao ser chamado para repará-los.

As câmeras de Smart TVs conectadas à internet – cada vez mais comuns – também estão vulneráveis, segundo Higgins. Ela conta que um casal um casal foi filmado enquanto mantinha relações na sala do seu apartamento por alguém que tinha obtido o controle da câmera de sua TV. “A filmagem apareceu em um website e chegou a ser vista por um casal de amigos, que avisou as vítimas. O casal não tinha a menor ideia de que tinha sido filmado mas, pelo ângulo da filmagem percebeu que a gravação tinha sido feita a partir da TV”.

Higgins diz que é difícil retirar esse tipo de site da internet já que normalmente estão hospedados em outros países, onde esse conteúdo não é ilegal.