5 permissões no celular que vale pensar antes de aceitar

Alguns aplicativos para celular podem solicitar permissões de acesso à câmera, microfone e localização apenas para obter informações dos usuários. Essas permissões podem gerar  coleta de dados sensíveis, seja para uso ilícito ou para venda de dados a empresas que fazem anúncios personalizados. 

Alguns aplicativos para celular podem solicitar permissões de acesso à câmera, microfone e localização apenas para obter informações dos usuários. Essas permissões podem gerar coleta de dados sensíveis, seja para uso ilícito ou para venda de dados a empresas que fazem anúncios personalizados. 

Confira, abaixo, 5 permissões para evitar e como elas podem deixar usuários de smartphone vulneráveis:

1. Sensor de movimento

Ele é capaz de detectar o quão rápido o usuário está se movendo. Esse recurso é utilizado principalmente em aplicativos que solicitam carro, por isso você consegue acompanhar a direção e a velocidade com que o carro se mexe no mapa.

Entretanto, segundo pesquisa, foi possível detectar que ao vibrar do celular, como ouvir música pelo alto-falante, é possível usar o sensor de movimento do dispositivo móvel e captar essas vibrações e convertê-las em fala. Com essa tecnologia já foi possível identificar o gênero de 90% dos usuários a partir dos tremores em apenas um teste. 

Sendo assim, o sensor de movimento do celular pode ser usado de forma invasiva para capturar dados sensíveis de usuários. Com essa brecha, aplicativos podem ouvir trechos de chamadas e ligações e ainda podem usar softwares de reconhecimento de voz para detectar o que está sendo falado, por exemplo.

2. Microfone

Alguns aplicativos podem exagerar na solicitação para capturar sons. Como é o caso de alguns jogos, que ao autorizar o acesso ao microfone, você permite que ele ouça e capture todos os sons do ambiente enquanto você estiver jogando.

Por meio das informações capturadas pelo áudio, os softwares de reconhecimento de voz analisam todos os dados e vendem às empresas de publicidade, é por esse motivo que uma propaganda que você assistiu na televisão aparece no seu celular. 

3. Localização

Aplicativos de mapas, delivery e de transporte precisam de acesso ao GPS para sinalizar rotas e mostrar restaurantes próximos. Porém, aplicativos de jogos ou programas que oferecem funções mais básicas, como calculadora, não precisam desse tipo de acesso para desempenhar bem seus papéis. 

Desconfie sempre de programas que solicitem acesso à localização sem necessidade. Esse pode ser um sinal de abuso das permissões para coletar seus dados.

4. SMS

Alguns aplicativos podem solicitar acesso às mensagens para enviar códigos de autenticação de login. 

No entanto, aplicativos maliciosos podem usar essa permissão para enviar mensagens para seus contatos, abrindo margem para a aplicação de golpes e fraudes.

5. Contatos

Aplicativos de mensagem como WhatsApp e Telegram solicitam o acesso aos contatos para ver quem da sua agenda utiliza o aplicativo, facilitando o envio de mensagens. Entretanto, esse tipo de permissão para acessar a agenda de contatos no celular pode ser explorada de forma negativa. 

Alguns aplicativos podem compartilhar a sua lista de contatos com empresas de anúncio, que passam a ter acesso aos números dos seus contatos e podem enviar spam.

Fonte: www.techtudo.com.br