Pesquisa aponta que 36% dos incidentes de segurança são causados por pessoal interno

roubo

Segundo uma pesquisa conduzida pela empresa britânica OnePoll, nos últimos 12 meses, 36% dos incidentes de segurança ocorridos em empresas foram causados por colaboradores mal-intencionados.

O levantamento também revela que, entre as empresas ouvidas, acredita-se que um em cada cinco colaboradores pode representar uma ameaça à segurança da informação. O dado é compatível com um relatório recente da Gartner que afirma que “enquanto o vazamento de informações é esperado quando um funcionário deixa a empresa, colaboradores internos com más intenções preferem permanecer na organização, usando seu acesso privilegiado como uma fonte de renda”.

Disseminação de informação confidencial, roubo de identidade com perda de produtividade e danos aos equipamentos estão entre os exemplos de danos que podem ser causados em ataques maliciosos citados pelas empresas. Em um dos casos mais graves uma companhia teve de fechar as portas por três dias após um ataque à sua rede.

Para além dos colaboradores mal-intencionados, colaboradores negligentes também podem se tornar um risco; segundo a pesquisa 12% das organizações sofreu vazamento de dados por descuido de algum funcionário, tais como, esquecer de deslogar do computador ou compartilhar documentos importantes com a pessoa errada estão entre os erros mais comuns.

Saiba mais aqui.