SegInfocast #69 – Lançamento do Livro Direito e TI Cibercrimes com Emerson Wendt

SegInfocast #69 – Faça o download aqui(26:52 min,  19,4 MB)

seginfocast-150x150

Emerson Wendt, Diretor de Departamento de Inteligência de Segurança Pública na Secretaria de Estado de Segurança Pública do Rio Grande do Sul é o convidado de Luiz Felipe Ferreira neste episódio do SegInfocast.

O Dr. Emerson traz o panorama diário de um delegado especializado em crimes cibernéticos.

Qual o panorama das atividades criminosas cibernéticas no Brasil?

Nosso entrevistado diz que o Brasil é um campo fértil para os criminosos, sendo o setor bancário como um dos mais visados. Além das fraudes bancárias, os crimes contra a honra tem sido muito utilizados, sem contar a pedofilia, um dos crimes mais denunciados.

O Brasil possui leis que amparam as investigações de crimes cibernéticos?

Emerson informa que nosso país é muito bem servido de diversas leis que são usadas como base nas condenações tais como a lei “Carolina Dieckmann” e outras, assim como a recente Lei Geral de Proteção de Dados que certamente apoiará as investigações.

Como é o processo de investigação de um crime cibernético?

Emerson diz que a complexidade do processo é variável, com casos muito simples a outros extremamente complexos que dependem da colaboração de outros órgãos.

Nosso convidado também informa que está lançando o seu mais recente livro “Direito e TI Cibercrimes”, já disponível para venda.

Sobre o entrevistado

Emerson Wendt é delegado de Polícia Civil do RS. Formado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Federal de Santa Maria e Pós-graduado em Direito pela URI-Frederico Westphalen. Mestre em Direito pelo UnilaSalle Canoas-RS. Diretor do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico e Membro do Conselho Superior de Polícia da Polícia Civil do RS e Professor da Academia de Polícia Civil nas cadeiras de Inteligência Policial e Investigação Criminal. Ex-Diretor do Gabinete de Inteligência e Assuntos Estratégicos.  Também é professor dos cursos de pós-graduação e/ou extensão da UNISINOS (São Leopoldo-RS), SENAC-RS (Passo Fundo-RS), IDC (Porto Alegre-RS), Verbo Jurídico (Porto Alegre-RS), Uniritter (Porto Alegre-RS e Canoas-RS), EPD (São Paulo-SP), IMED (Passo Fundo-RS), UNITOLEDO (Porto Alegre-RS), ESMAFE/RS (Porto Alegre), Uninorte (Rio Branco-AC), Unifacs (Salvador-BA). Membro da Associação Internacional de Investigação de Crimes de Alta Tecnologia (HTCIA), do PoaSec e do INASIS, além de ex-integrante do Comitê Gestor de Tecnologia da Informação da Secretaria de Segurança Pública do RS.  Já ministrou aula nas Academias das Polícia Civis de Pernambuco, Goiás, Paraná, Acre, Alagoas, Sergipe, Rondônia e Piauí. Também, é Tutor dos cursos EAD e presenciais da Secretaria Nacional de Segurança Pública, especialmente na atividade de Inteligência de Segurança Pública.

Autor do livro Inteligência Cibernética (Editora Delfos) e coautor dos livros “Crimes Cibernéticos: ameaças e procedimentos de investigação”, com Higor Vinícius Nogueira Jorge, e “Inteligência Digital”, com Alesandro Gonçalves Barreto. Autor e organizador dos livros “Investigação Criminal: ensaios sobre a arte de investigar crimes” e “Investigação Criminal: Provas”, juntamente com o Fábio Motta Lopes.