ITI prepara-se para obter o selo de Webtrust SSL

Texto adaptado de “18 anos após, em um ano ITI encaminha solução dos navegadores com selo Webtrust SSL“.

No último dia 4 de fevereiro, terça-feira, os equipamentos utilizados pela ITI, Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, foram aprovados pelo governo norte-americano como integrantes das políticas de segurança cibernética. Dessa forma, os navegadores mais utilizados mundialmente poderão fazer a conexão com aplicações brasileiras sem avisos sobre a falta de confiança nos certificados de segurança gerados.

Nas semanas subsequentes será iniciado o processo de auditoria sobre a infraestrutura da organização para alinhar a emissão das cadeias v10, para certificados Secure Socket Layer ou SSL, e v11, para certificados de assinatura de código, pela ICP-Brasil. Assim, será possível que os certificados de segurança gerados pela ITI possam ser reconhecidos automaticamente nos principais navegadores.

O diretor-presidente Marcelo Buz destaca, ainda, outra importância para a emissão do selo conforme padrões internacionais. O mesmo aponta que a certificação evitará que os sites protegidos com criptografias brasileiras sejam sinalizados como ambientes inseguros para seus visitantes. A ITI já está em contato com outras empresas para dar prosseguimento ao processo de reconhecimento da infraestrutura de segurança.

Confira a notícia na íntegra aqui