Presidente chinês defende soberania cibernética

Seguranca CibernéticaO jornal Folha de São Paulo publicou uma notícia onde o Presidente da China, Xi Jinping, em discurso no Congresso brasileiro, critica os recentes casos de espionagem cibernética, conduzidos principalmente pelos Estados Unidos. Ele afirma que a segurança e a soberania na internet de algumas nações não pode ser obtida às custas da segurança de outras.

Para Xi Jinping, o desenvolvimento da internet “formula novos desafios à soberania, segurança e interesses de desenvolvimento dos países” e estes devem ser enfrentados com seriedade. “Embora a internet seja altamente globalizada, permanecem invioláveis os direitos e interesses soberanos na área informática de qualquer país. Não há espaço para duplo critério na área informática, onde todos os países têm direito de defender a sua própria segurança informática. Não é aceitável que um ou alguns países ficam seguros, e outros não, para já não dizer obter a chamada segurança absoluta de um país a custa de segurança de outros”, acrescentou o presidente chinês.

Apesar do discurso de seu presidente, a China é constantemente criticada no cenário internacional em decorrência de seus ataques de hackers. Em março deste ano, hackers chineses invadiram as redes de uma agência do governo dos Estados Unidos, que armazena dados de todos os servidores públicos federais do país.

Confira detalhes da notícia neste link.